Círculo de fogo (Pacific Rim)

Círculo de fogo

O mais novo filme de Guilhermo del Toro é uma ficção científica baseada em robôs e monstros e parte da premissa apocalíptica que ultimamente vem marcando presença no cinema. A história se passa em um futuro não muito distante, após o aparecimento dos Kaijus, seres monstruosos que atravessaram uma fenda entre placas tectônicas e emergiram do oceano para aterrorizar a humanidade. Para combater essas criaturas, os humanos criam robôs gigantes, chamados de Jaegers que são controlados por humanos que pilotam dentro de suas carcaças através de uma conexão neural estabelecida entre homem e máquina. Devido a intensidade da conexão neural, os Jaegers devem ser pilotados em dupla e para isso os pilotos devem possuir uma compatibilidade entre si para que tudo funcione bem. Somos apresentados então ao personagem de Charlie Hunnam, fraquíssimo diga-se de passagem, um ex- piloto que é chamado de volta para tentar salvar a humanidade, já que os monstros evoluíram e está cada vez mais difícil detê-los. Junto com Maiko, uma cadete sem experiência e protegida do general que comanda as operações eles devem realizar uma missão perigosa para tentar salvar o mundo, pilotando um Jaeger lendário.

Círculo de fogo

O filme apresenta alguns pontos bons como os efeitos especiais de alta qualidade e consegue prender a atenção, principalmente nas cenas de batalhas. Para os aficcionados pelo universo japonês e por filmes de robôs, o filme é um prato cheio. Os pontos fracos começam pelas atuações que são muito fracas e os clichês que dessa vez não dizem respeito aos monstros, já que o filme traz alguns elementos de originalidade nesse aspecto, mas sim com relação as relações entre os personagens e um monte de drama desnecessário. A direção de Del Toro como sempre é acertada e garante ao filme um bom ritmo. Para os fãs do gênero é um prato cheio, já para aqueles que não curtem muito é somente um filme razoável que garante algumas horas de distração, mas não fica na memór ia como um grande filme, apenas mais um legalzinho de assistir.

Nota: 7.0

 

 

 

Confira o trailer: